Páginas

terça-feira, 26 de junho de 2012

All Star 
Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
 O sal viria doce para os novos lábios
Colombo procurou as Índias mas a Terra avistou em você
  O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário
Estranho é gostar tanto do seu All Star azul
Estranho é pensar que o bairro das Laranjeiras,
satisfeito sorri, quando chego ali e entro no elevador aperto o 12,
que é o seu andar,não vejo a hora de te encontrare continuar aquela conversa,que não terminamos ontem, ficou pra hoje.
Estranho mas já me sinto como um velho amigo seu
Seu All star azul combina com o meu, preto, de cano alto
Se o homem já pisou na Lua, como eu ainda não tenho seu endereço
O tom que eu canto as minhas músicas para a tua voz parece exato
Estranho é gostar tanto do seu All Star azul
Estranho é pensar que o bairro das Laranjeiras,
 satisfeito sorri, quando chego ali e entro no elevador aperto o 12,
que é o seu andar,não vejo a hora de te reencontrar
e continuar aquela conversa,que não terminamos ontem, ficou nas laranjeiras
satisfeito sorri, quando chego ali e entro no elevador aperto o 12, que é o seu andar,não vejo a hora de te reencontrar
e continuar aquela conversa,que não terminamos ontem, ficou pra hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário